quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Consumo e Cidadania


Percebemos no texto O consumo serve para pensar, que o autor Néstor Canclini deixa bem claro, logo no começo a ideia de que bom senso e senso comum não querem dizer a mesma coisa, os que o diferencia é o consumo.
Atualmente as pessoas consomem pelo simples ato de consumir, e não se dão conta sobre a dominação que existe, inclusive entre os meios de comunicação. Canclini tem uma frase que exemplifica bem essa ideia: ‘’Será que os adeptos da comunicação de massa não se dão conta de que os noticiários mentem e as telenovelas distorcem a vida real?’’
Na última aula debatemos um pouco sobre o assunto da força das telenovelas e o papel que ela exerce de cidadania. Elas distorcem a realidade, mas ao mesmo tempo prendem a audiência por ser proxima da vida real.
O consumo é basicamente o indivíduo consumir sem pensar, adquirir coisas economicamente, cumprir com seus sonhos materiais, não precisa ter uma lógica, uma reflexão. Já a cidadania é o contrário, é você se interessar por algo que acrescente, influencie, aumente sua perspectiva e bagagem cultural. Um exemplo de matéria de cidadania analisada pelo grupo é essa: http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2012/10/09/pacto-entre-poderes-judiciario-e-executivo-vai-proteger-criancas-e-adolescentes, que informa dados e questões sócio-educativas, não visa vender nada.

Ana Luiza Souza, Bruna Habinoski e Cecília Moura