quarta-feira, 19 de junho de 2013

Meio online, o jornalismo frenético.

Meio online, o jornalismo frenético

A acessibilidade exige velocidade

       A 12 anos no meio online, o editor do Paraná Online, Miguel Ângelo Manassés, afirma que a obrigação dos jornalistas é "consumir notícias o dia inteiro, todo dia".
     Manassés trabalha no Portal diariamente das 13 às 18hrs (fim de semana por escala), como editor é  responsável pelas editorias de Política, Polícia e Cidades. Sua função é subir matérias, por título, gravata, selecionar imagens, por legendas e revisar as reportagens para colocá-las no site. Para isso, ele afirma que "tem que ficar antenado em todos os meios rádio, televisão, outros sites, impresso, enfim, tem que ficar zapeando com atenção, se surge algo novo, tem que correr atrás".
      Segundo ele, não há gatekeeper no meio online porque não tem pauteiro, o que existe é "uma filtragem" simples feita por ele e os outros editores. Os repórteres utilizam dois tipos de fontes: as primárias - órgãos oficiais e públicos - e as secundárias - os demais envolvidos nos casos.
     Cada repórter produz em torno de cinco matérias, por dia, em cada editoria. Geralmente, o site recebe 15 reportagens de cada editoria, com esse número variando no contexto de cada dia. 
      O ritmo frenético do jornal diário, no jornalismo online ocorre a cada clique.

Por Bruna Carvalho, Manuella Pires e Amanda Louise - 3º período.

Um comentário:

Celina Alvetti disse...

ok. postagem com atraso...
ver revisão - há 12 anos