sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Um sonhador desde criança

Nascido na cidade de Curitiba no dia 11/06/1961, Dirceu Tadeu Vaz é um homem que praticamente nasceu trabalhando, aos dez anos de idade começou a trabalhar no posto de gasolina que na época chamava-se Posto Centenário, no qual seu pai era um dos frentistas. "Lembro-me como se fosse ontem, eu lavava os carros e não conseguia alcançar a parte de cima dos veículos já que era muito baixinho, mas mesmo assim as pessoas me davam uma gorjeta pois elas ficavam comovidas pelo fato de eu ser uma criança" conta.

Dois anos mais tarde, Dirceu mudou de emprego e foi trabalhar como entregador de pão na panificadora que se chamava Schmit. Nessa época, o jovem trabalhador estudava no Colégio Loreiro Fernandes; ele comenta como era difícil conciliar o trabalho com os estudos "Entrava na aula às sete e meia da manhã e saía meio dia e quinze. O expediente começava às 13h estendia-se até as 20h". Assim foi até os seus 14 anos de idade.

Após este período, Dirceu conseguiu um emprego no tribunal de justiça. Naquela época, nenhum destes empregos eram registrados em carteira profissional e, por isso garoto deixou de prestar serviços na vara cível e abraçou a oportunidade de trabalhar na empresa Aerodata, já que lá o cargo assegurava à ele os direitos do trabalhador previstos em lei.

Foi no novo serviço que ele descobriu a área profissional da sua vida: a contabilidade. Através do ramo, o primogênito da família humilde visava ajudar no sustento de seus pais e irmãos “Entrei no estabelecimento como office boy e aproveitava momentos livres para ajudar o contador da empresa, o sr.Antonio Iensen", declara. E foi assim até seus dezenove anos de idade, quando foi transferido para a Madereira Wiegando Wolsen à convite do próprio sr.Antonio Iensen para continuar auxiliando no departamento de contabilidade.
Neste período Dirceu estava no curso técnico de contabilidade no colégio
Metropolitano.

O curso possibilitou a formação, aos vinte anos de idade, do mais novo jovem contador montar a sua própria empresa: a MV Contabilidade.
Graças a todo esse esforço que vem desde os dez anos de idade de Dirceu, a empresa ostenta atualmente o título de ter o certificado da ISO 9001/2000, além do selo ouro com uma carteira com mais de setecentos clientes "Foi muito difícil no começo, era só eu e meu irmão caçula em uma sala na Galeria Hitz; nosso primeiro móvel foi uma mesa e uma cadeira de madeira, calculadora manual, durante a noite eu tinha que vender jóias para complementar a renda, mas com o tempo fomos ganhando clientes e, para continuar crescendo, fizemos algumas vezes declarações de imposto de renda durante a madrugada, chegando a ficar algumas noites sem dormir".

Como incentivo, Dirceu deixa um recado aos futuros empreendedores "Para crescer e vencer, você deve trabalhar fazendo o que gosta, inovar e sempre ter o entusiasmo de quem está indo trabalhar no seu primeiro dia de emprego, mas nunca querendo ser mais um e sempre querendo ser diferente", finaliza.

Grupo: Gabriela Bevilaqua, Marcos Sudoviski, Rodrigo Lima, Thauane Mayara, Vinicius Frank Vaz.

2 comentários:

Davi Ivanowski disse...

Conheço esse cidadão, e tudo o que está descrito é mais pura verdade, um jovem empresário que desde cedo buscou o seu caminho. Fomos criados juntos, pedalando nossas bicicletas nas ruas do Ahu.
Esse profissional merece o que ele alcançou !

Ernesto LORENZO FILHO disse...

Conheço muito este grande amigo pois trabalhei p/ele nos anos 80 aprendi muito no com ele e trago sempre comigo seu aprendizado. Grande pessoa.