domingo, 8 de junho de 2014

Uma Jovem Voluntária


Letícia Witzki Morona, tem 18 anos e sempre acompanhou por redes sociais o trabalho de vários grupos que faziam ações voluntárias em hospitais. Surgiu então uma curiosidade para atuar com eles, mas como era menor de idade não conseguia liberação. Em 2012, quando tinha 16 anos conheceu um grupo de voluntariados, Os Doutores da Esperança, e começou a visitar alguns hospitais.
Pouco tempo depois seu avô, seu maior exemplo e inspiração para trabalhar com esses projetos, faleceu e isso a motivou para continuar no caminho do voluntariado. "Meu avô sempre foi muito paciente e com o coração disposto a ajudar, ele me ensinou que ajudar o próximo é ajudar a si".
Letícia conta que desde pequena sempre pensou em adotar uma criança, um sonho que ela pretende realizar daqui a alguns anos. Este foi outro motivo para que ela criasse seu próprio grupo de voluntariado. "Surgiu a ideia de visitar lares de crianças para entender melhor o que se passa na vida deles, meu amor pelo trabalho voluntário só cresceu e assim em 11 de maio de 2013, surgiu o Semeando Amor".
O grupo criado por Letícia possui princípios cristãos e utiliza a dança, a música e o teatro em suas visitas para interagir, e brincar com as pessoas através das ações sociais, e também proporcionar dias divertidos para quem assiste as apresentações. Além de visitas a lares e associações, o grupo já realizou aniversário e páscoa solidária, entre outros projetos.
A jovem conta a alegria que sente em poder participar dos projetos, já que durante a semana seu trabalho é como vendedora dentro de uma empresa de peças e acessórios para industrias. “ Nos finais de semana meu trabalho é outro: como palhaça”. E a paixão pelo serviço social se tornou evidente na vida da garota, que apesar da anterior dúvida, pretende seguir com a profissão, “simplesmente me apaixonei”, afirma.
O maior objetivo da voluntariada é fundar uma ONG, para ampliar sua área de atuação e conseguir atender mais lares e mais comunidades em vulnerabilidade social.

Alunos: Marjorie Coelho, Renata Fernandes, Letícia Zan e Gustavo Vidal 




Um comentário:

Celina Alvetti disse...

boa ideia a de, por meio do relato de vcs,das visibilidade à personagem com uma bela história,ainda tão jovem.