quinta-feira, 28 de maio de 2015

Hipótese da agenda setting

    A agenda setting é uma hipótese que aborda o feito que os meios de comunicação em massa afetam a agenda do público. Em como o que é noticiado pode afetar a percepção que o público tem ao se informar. Essa hipótese mostra que a mídia direciona o que os leitores devem pensar ou falar sobre, mas não necessariamente determina a opinião deles. Os efeitos podem ser vistos a médio e longo prazo. Por possuir muitas variáveis e ser fonte de muitas pesquisas, essa teoria não é estável e definida.
    Wolf utiliza algumas pesquisas para mostrar os efeitos da hipótese, como a dos pesquisadores Fay Lomax Cook e Tom R. Tyler. Essa pesquisa foca no público que recebe as informações e não nos temas ou nos veículos. Em muitos estudos a recepção utilizava apenas uma audiência generalizada, obtendo resultados homogêneos. Com a diferenciação do público é possível perceber que esse efeito pode mudar de acordo com o interesse que a pessoa possui no assunto mostrado. Wolf vê a homogeneidade como um dos pressupostos que devem ser afastados da hipótese inicial do agendamento, pois essa visão restringe os possíveis eventos.A difusão homogénea deste tipo de efeito parece ser bastante problemática, ao ponto de exigir quer uma estruturação metodológica atenta, quer uma reflexão teórica aprofundada. Isso conduz a uma consideração geral, isto é, que, no conjunto, as verificações mais «consistentes» da hipótese derivam de uma aplicação «monolítica»”. (Wolf,1999)

    A matéria escolhida é do site do jornal O Globo, Incidências de câncer de próstata e de mama tiveram aumento dramático no país, mostra o resultado de uma pesquisa realizada durante 1990 e 2013 sobre casos de câncer, as informações mostradas trazem o grande aumento dos casos de câncer, entre eles o câncer de próstata e o câncer de mama. A notícia mostra altas porcentagens, e traz um gráfico com os principais casos no Brasil. Essa notícia deve chamar mais atenção ao leitor que possui interesse em saber mais sobre o câncer, ou conhece pessoas próximas com câncer, ou é envolvido na área de saúde, entre outros. Para o público em geral não gera muito interesse e não mostraria um grande efeito se houvesse o agendamento desse tema, por não acontecer com todos ou não envolver toda a população.

Nenhum comentário: