domingo, 31 de maio de 2015


Nicole Lemos Leite


A teoria do Agenda Setting estuda como os meios de comunicação (rádios, emissoras de televisão, impressos e a internet) afetam a forma de consumo de notícias do público. Essa teoria mostra como a mídia impõe qual assunto deve ser amplamente divulgado, levando em consideração critérios de noticiabilidade, como o caráter público do tema ou a relevância social, e esse processo acaba influenciando diretamente o que os leitores e telespectadores devem ou não discutir em seu ambiente de trabalho, familiar ou de lazer.

Segundo Mauro Wolf, teórico e autor do livro “Teorias da Comunicação”, a hipótese do agenda-setting se baseia em medidas agregadas de dados.  “Esses dados prescindem das correlações com os mecanismos de exposição, percepção e memorização seletivas, os quais - quando são tidos em consideração - parecem influir no próprio efeito de agenda-setting” (WOLF, 1999). 
 Em resumo, a teoria do agenda setting explica que é a própria mídia determina o que deve ou não ser publicado, e quem faz essa seleção de assuntos é o gatekeeper. O gatekeeper é aquele que define o que será noticiado de acordo com o valor notícia, linha editorial e outros critérios do veículo em que trabalha, ele também pode ser entendido como o "porteiro" da redação, a pessoa que é responsável pelo filtragem da notícia.
 Percebemos a atuação dessa filtragem de informações principalmente durante períodos que envolvem assuntos mundiais, como por exemplo, Copas do Mundo, Olimpíadas ou eleições, onde a mídia inteira para e publica apenas conteúdo relacionado ao evento. Também podemos perceber a influência do agenda setting quando acontece alguma catástrofe ou algum fato envolvendo pessoas famosas, como por exemplo, o casamento da cantora Preta Gil.
A cantora casou-se dia 12 de maio, porém antes mesmo da cerimônia acontecer, vários veículos de comunicação já noticiavam o fato meses antes, fazendo uma cobertura completa do evento e, até mesmo, uma minissérie para o público acompanhar os preparativos. Notas e fotos eram postadas por esses veículos no mesmo horário que o casamento acontecia e, todo período de lua de mel da cantora também foi noticiado. 
 Esse é um dos exemplos do poder da mídia e do gatekeeper, pois quando  determinam qual assunto deve ter maior divulgação, baseando-se em interesses políticos ou econômicos, excluem outros fatos que também são relevantes para população.

http://www.ofuxico.com.br/noticias-sobre-famosos/especial-sobre-o-casamento-de-preta-gil-garante-a-audiencia-de-gugu-na-record/2015/05/14-238755.html
http://ego.globo.com/casamento/fotos/2015/05/veja-fotos-de-tudo-o-que-rolou-no-casamento-de-preta-gil-e-rodrigo-godoy.html
http://www.purepeople.com.br/noticia/preta-gil-e-rodrigo-godoy-voltam-ao-brasil-apos-14-dias-relembre-lua-de-mel_a57371/1

Nenhum comentário: