domingo, 31 de maio de 2015

Teoria do Agendamento e a Proximidade

   Veja Abril
                                                                                                   

A teoria do agendamento, mais conhecida simplesmente como agenda setting, consiste no processo que a mídia utiliza para pautar um tema que dará a opinião pública, como por exemplo, seu enfoque e personagens, destacar ou ignorar determinadas informações. E é disso que se trata o livro Teorias da Comunicação (Mauro Wolf, 2009).
Ele define algumas das principais características da agenda setting, e em relação a proximidade ressalta “A memorização concentra-se mais na informação já adquirida do que na nova. A familiaridade com o assunto aumenta a facilidade de memorizar” (p. 73, WOLF, Mauro).
A teoria do agendamento também facilita a comparação entre notícias, e sua proximidade para com o público atingido. Pode-se citar nesse exemplo o enfoque dado as matérias sobre a execução do brasileiro na Indonésia.
Diversos veículos noticiaram a informação sobre o traficante paranaense que foi condenado a pena de morte, porém apenas alguns veículos trataram aquela notícia com a proximidade quanto a que a Gazeta do Povo noticiou.
Nas matérias analisadas, o veículo retratou a todo momento o traficante como paranaense, uma maneira de tentar chamar a atenção do público para o fato de que quem foi fuzilado, não foi apenas mais um brasileiro, e sim alguém que nasceu próximo da população, dando a noção de que a notícia também era local. Já em outros veículos, a necessidade de fazer isso não foi tanta como no jornal paranaense, provando assim a teoria da agenda setting.

http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/paranaense-e-fuzilado-na-indonesia-b6005x5g0eihu67ze6n40qyt8
http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/corpo-de-paranaense-executado-na-indonesia-e-enterrado-em-curitiba-2oqymv8rpfdt11kz5txz6ebb0

Larissa Camargo 

Nenhum comentário: