quarta-feira, 27 de maio de 2015

Teoria do Agendamento - Wolf

         Como sendo uma discussão muito importante e muito presente em salas de graduandos em Jornalismo, Mauro Wolf comenta em seu livro sobre a agenda setting, definida por ele em suas páginas como teoria do agendamento.

         Segundo Mauro Wolf é uma seleção de fatos, de acordo com a teoria a produção de notícias deve ser planejada como uma rotina industrial. Seus procedimentos próprios e limites organizacionais devem ser levados em consideração. Assim, o jornalista é submetido ao processo de produção, manipulando a notícia e dando ênfase maior em alguns assuntos.
         No entanto, é comum que aconteça uma “distorção inconsciente”, que está relacionada às próprias limitações da rotina produtiva, como o deadline, a preferência de determinados valores-notícia, o tempo/espaço disponível para determinada matéria, que as vezes são supervalorizadas.O Newsmaking determina que os veículos de comunicação devem reconhecer quais acontecimentos podem ser notícia, além de organizar o modo como eles podem e devem ser tratados. “À cobertura de um acontecimento particular, mas ao andamento normal da cobertura informativa por períodos prolongados” (Wolf, p.186).

Um exemplo pode ser sobre o apartamento em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro que pegou fogo no dia 18/05/2015. Todos os jornais, independente da emissora, transmitiram e repercutiram inúmeras vezes o que todo mundo já estava cansado de escutar. Muitas notícias deixaram de ir ao ar por se tratar de um apartamento de luxo, de um alemão que morava no Rio de Janeiro. A pergunta que se faz, é se os jornais dariam a mesma importância se isso tivesse ocorrido em alguma comunidade, numa família de classe média...

crédito da foto : G1.com
crédito do link : G1.com 
http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/05/hospital-diz-que-alemao-ferido-no-rio-alegou-ter-sofrido-tortura-de-assaltante.html


Monalisa Rahal 

Nenhum comentário: