segunda-feira, 1 de junho de 2015

Teorias da Comunicação, Mauro Wolf

No livro 'Teorias da Comunicação', o autor Mauro Wolf aborda diversas teorias, explicando-as e exemplificando com pequisas, e citações de outros autores dos quais ele se baseou.Uma dessas tais teorias, seria a teoria do Agenda Setting, formulada por Maxwell McCombs e Donald Shaw na década de 1970. De acordo com a teoria do Agenda Setting, a mídia ao destacar determinados assuntos e ignorar outros, pode pautar  a agenda pública, ou seja  pode determinar o que o público falará e discutirá. O processo também pode se inverter, isto é, a agenda pública também pode influenciar na agenda da mídia.Segundo o autor, de acordo com McLeod, Becker e Byrnes, existem três tipos de agenda do público, seriam elas : a. Agenda intrapessoal (ou realce individual), b. Agenda interpessoal (realce comunitário) e c. A percepção que um sujeito tem do estado da opinião pública. Sobre a mais recorrente Wolf diz :“Na maior parte dos casos, as pesquisas focalizam sobretudo o primeiro tipo de agenda - a intrapessoal – por ser o mais próximo da existência de um efeito causal direto entre os conhecimentos difundidos pelo mass media e o realce do atribuído pelo indivíduo às várias issues. É também o tipo de agenda mais facilmente observável com as metodologias normalmente utilizadas (questionários, entrevistas)” (WOLF, p.168)
Na agenda intrapessoal, a importância é algo pessoal, o próprio indivíduo considera o que é importante de acordo com suas prioridades. Um exemplo seria a matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, sobre uma entrevista da atriz Laverne Cox, que tem relatos de sua vida pessoal. Aparentemente um tema sem importância, mas que para algumas pessoas que se identifiquem ou se interessem por algum motivo pela história da atriz trangênera pode ser um fato importante, levando-se em conta apenas os seus próprios critérios de interesse. Além do interesse pelo tema, no caso ali o universo transgênero, o personagem da matéria também pode aguçar a curiosidade, segundo Wolf, “o tema adquire peso, se puder personificar-se em indivíduos que dele se constituam <>” .No caso, a atriz Laverne Cox, famosa por sua personagem Sophia da série “Orange is the new black” da Netflix, que sustenta milhares de fãs pelo mundo.



Nenhum comentário: