segunda-feira, 1 de junho de 2015

Wolf e a Agenda Setting.

Em seu livro “Teorias da Comunicação”, Mauro Wolf faz um estudo envolvendo diversas teorias e hipóteses sobre a comunicação e, dentre elas, está a hipótese da agenda setting. Sobre a qual afirma que seja a maneira que a mídia e os veículos de comunicação tentam mudar a maneira de pensar do público, mesmo, nem sempre, impondo uma opinião explicita.
Colocando em pratica a teoria, podemos ver que muitos jornais pedem ajuda aos ouvintes, leitores ou telespectadores para que possam escolher os assuntos mais interessantes ou que gerariam mais interesse. É feita a seleção de notícias. Outro exemplo é quando os jornais ficam teclando incansavelmente no mesmo assunto, como a Operação lava Jato.
Nesse caso, a matéria publicada no Estado de S. Paulo, possui um link que leva o leitor a “relembrar” as matérias antigas e/ou entender o assunto por inteiro. Assim acontecem duas coisas: primeira, mantendo o assunto recente, mais pessoas podem se interessar; segunda, com vários links para matérias anteriores, o jornal possui mais visualizações.


Matéria analisada:
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,cgu-prorroga-processo-contra-empreiteiras-da-lava-jato,1698131

Maria Victoria Lima.

Nenhum comentário: