segunda-feira, 1 de junho de 2015

Wolf e a Agenda Setting

Abordado no livro Teorias da Comunicação de Mauro Wolf, a hipótese do agendamento ou como é chamada, agenda setting, tenta explicar de que forma ocorre a distribuição e separação do conteúdo veiculado pela mídia, de forma que seja previsível pelo veículo a receita que será gerada no receptor. Todavia, conforme explica Wolf não basta analisar apenas se ocorre à aquisição das informações apresentadas, “é necessário analisar os tipos de informações difundidas e <> de uma agenda para outra.” Ou seja, vai além da reprodução da notícia pelo receptor, mas também o que o receptor transmite, se é somente o fato ou se é levado também suas causas, propostas e soluções. 
É possível observar no jornalismo televisivo uma recepção direta com o tema, a agenda que liga o telejornal ao receptor é muito rápida e de curta duração, de forma que no próximo assunto de impacto, o receptor já esteja preparado a receber outra notícia e compartilhá-la. É o que acontece na maioria das edições do “Profissão Repórter” colocando sempre temas polêmicos ou de grande impacto no meio social. 
O programa que foi ao ar em 14 de abril de 2015 tinha como pauta a maioridade penal, assunto que já corria na agenda pública há certo tempo, o tema abordado tinha dois lados opostos, o a favor e o contra a maioridade, o programa ao levantar o debate sobre o assunto trás novamente à esfera pública a questão e faz o tema circular de uma agenda a outra, distribuindo de outra maneira e em diversos públicos um tópico já comentado. Para o público da televisão o efeito do agendamento ocorre geralmente no primeiro nível de informação, que tem a ver com o tema, passando em poucas exceções pelo segundo e terceiro nível que diz respeito ao aprofundamento e soluções do tema. “O carácter fundamental da agenda parece, frequentemente, ser estruturado pelos jornais, ao passo que a televisão reordena ou ressistematiza os temas principais da agenda” (McCombs, 1976).

Sérgio Junior - Terceiro período noturno


Nenhum comentário: