segunda-feira, 1 de junho de 2015

Wolf e agenda setting

No livro Teorias da Comunicação, de Mauro Wolf, são trabalhadas algumas teorias que tem relação com o jornalismo e com a forma como se dá a notícia. Uma das teorias mais famosas apresentadas no livro é o agenda setting. A teoria se caracteriza pelo agendamento, isto é, pelo que vai ser dado como notícia ou não.
O meio em que a notícia é dada interfere na recepção do público e na forma como o fato torna-se alvo de discussões na sociedade. Mas existem também casos que a imprensa não consegue definir pensamentos e moldar as opiniões dos leitores, fazendo com que o agendamento não tenha o seu resultado sempre como o esperado. No texto, Wolf enfatiza esse aspecto. “Outro aspecto dessa complexidade relaciona-se com a avaliação do efeito de agenda em públicos qualitativa e institucionalmente diferenciados.” (Wolf, 2009)
Um exemplo disso é a entrevista dada pelo governador Beto Richa à TV E-Paraná, estatal, um dia antes de 29 de abril. Com a entrevista, o governador esperava acalmar a opinião pública, que já estava muito atiçada com os ajustes fiscais e as mudanças em alguns órgãos do governo. Mas o efeito foi o contrário. O vazamento da conversa entre o entrevistador e Beto Richa após o fim da entrevista fez com que ficasse claro que tudo era um teatro planejado pela TV do governo e o governador.
Nesse caso, percebe-se que a TV E-Paraná agendou a notícia dos ajustes do governo de acordo com o pensamento do governador, mas a estratégia não deu certo por conta do vazamento do período pós-entrevista.


http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/04/entrevista-montada-de-beto-richa-cai-na-internet-e-complica-governador/

Pedro Henrique Colatusso - 3° período

Nenhum comentário: