sábado, 15 de outubro de 2016

Pautas arbitrárias, inundação de informações

- Leticia Garib


Antes de começar a discorrer sobre o assunto, quero te fazer uma pergunta reflexiva: o que você faria se ninguém selecionasse as notícias para você? A mídia é julgada constantemente por escolher quais temas são pertinentes ou não para suas reportagens, mas e se todo tipo de assunto fosse escrito? Você acha que leria? Pagaria por isso?

Não discordo da acusação de que a mídia é manipuladora. Quando quer, de fato ela é! Porém deixo meu ponto de vista: qual foi a última vez que você buscou uma informação sozinho? Quando foi que você entrou no site oficial de alguma organização em vez de pesquisar sobre isso no google ou em algum jornal?

Se existe alguém que faz isto, fico surpresa. Mas é sua culpa não fazer isto? Absolutamente não! Porque é para realizar estas tarefas que existem os jornalistas e é isto o que você espera deles. Agora, querer acusa-los de cumprir exatamente a tarefa que você espera que eles façam já é demais.

Se todas os releases que as redações recebem diariamente fossem transformados em matérias, não haveria jornal que coubesse tanta informação. Vocês nos dizem: publiquem todos os fatos e não apenas aquilo que vocês querem; e nós lhes respondemos: não é isso que vocês querem de verdade.

Vivemos em uma sociedade imediatista que quer tudo na mão. O que vocês querem não é mais informação – já que não leem nem as que já estão disponíveis. Querem é viver na ilusão de que são bem informados, enquanto continuam se alimentando apenas daquilo que a mídia quer que vocês saibam.

Reclamar de um sistema não faz com que você saia dele. Afinal, você só pode se revoltar contra ele porque o próprio sistema permite que você faça isto. A minha crítica não é aos jornais que selecionam as pautas e nem aos consumidores que confiam estas decisões aos jornais, mas à grande problematização que se dá em torno disto.

Se existem tantos jornais que publicam matérias distintas e com pontos de vistas diferentes e outras milhares de mídias alternativas por aí, por quê insistir para que determinados jornais publiquem outros assuntos além daqueles que são de seus interesses? Se você não gosta do que um jornal escreve, o leia e aumente seu conhecimento.

Cada jornal tem o seu ideal, a sua linha editorial e sua própria opinião sobre diversos assuntos, se o leitor tem a opção de escolher por qual ele deseja se informar, ótimo! Você não precisa querer mudar um determinado jornal só porque ele não publica o que você acha que ele deve publicar.

Não julgue os jornais por cumprirem o papel que você confiou a eles. Se acredita que as coisas deveriam ser diferentes, não é criticando os jornais que você vai conseguir essa mudança.



Nenhum comentário: